sábado, 27 de março de 2010

Eu avisei...

Apesar de adorar o meu template anterior, precisava de mudar...
E aqui está o resultado final... ainda não sei se vai haver algumas mudanças de última hora, mas confesso-vos que apetece-me ir aproveitar este Sol e por isso, por enquanto, a nova decoração vai ficar como está.

Em relação à soundtrack deste post, não tem...
Assim como os post's futuros não terão...
To much work to find the perfect melody...

Por isso, vou voltar a colocar o típico video do Youtube ou do Dailymotion, na sidebar ou barra lateral, com algumas das minhas músicas favoritas...

Baci

:)

quinta-feira, 25 de março de 2010

Sempre se lava a vista...

Post's soundtrack:


No outro dia, o meu namorado disse-me que 97% dos alunos da sua faculdade são homens e que os restantes 3% "parecem homens"... e assim como quem não quer a coisa fez um choradinho de que não existem "boazonas para ir lavando a vista".... óbvio que tal frase incentivou o meu olhar matador n.º 317 e originou uma rápida resposta: "És linda, sabias?"

Tenho para mim que NINGUÉM gosta da ideia do parceiro andar a "mirar" outras pessoas... Contudo, temos de admitir que é um acto instintivo... claro que há olhares e olhares... uma coisa é olhar e andar em frente, outra é olhar, voltar a olhar e fixar o olhar...
Por isso, compreendi o seu ponto de vista e até lhe disse que "Lá por estarmos de dieta, não implica que não possamos olhar para o Menu"... depois tive que reforçar a ideia que essa dieta não tem uma conotação negativa, e que é bastante saudável e benéfica para ambas as partes... bem, continuando...

Aprecio imenso a sinceridade e estaria a ser hipócrita se não admitisse que olho quando um homem atraente me passa à frente... mas é importante realçar que não fixo o olhar!
Não esquecer essa Big diferença!

E, vocês?
Sejam sincer@s ...

P.S. - E, por falar em "lavar a vista", algo me diz que este template tem os dias contados...

terça-feira, 23 de março de 2010

Hoje... foi o dia!

Post's Soundtrack:

Hoje não trabalhei na minha hora de almoço.
Hoje tentei não me stressar muito.
Hoje saí a horas e fui para uma esplanada "petiscar" com o meu namorado.
Hoje decidi fazer exercício físico e tratar um pouco mais do meu corpo.
Hoje escrevi no meu blogue.
Hoje vou acabar de ver o filme que não vi ontem (adormeci...).
Hoje ainda vou ler mais um capítulo.

...Ontem, pensei em fazer isto tudo e não o fiz...

Hoje sinto-me viva!
Hoje foi o dia em que acordei de um coma induzido inconscientemente por mim!

Hoje... foi o dia!

quinta-feira, 18 de março de 2010

Tempo para mim... mais ou menos...

Ainda doente... e não tarda muito com uma overdose de vitamina C...

Por outro lado, tenho colocado a minha leitura em dia... e não só...
Já vi alguns dos filmes que tinha na minha lista de "Filmes a ver"...
Death at a Funeral foi um deles. Gostei e recomendo para quem gosta de humor britânico.

A meio da tarde, ao som do Miles Davis, apanhei a roupa que tinha estendido de manhã e recordei o quanto adoro a “So What”...

Mais para o final do dia decidi criar um mini-movie... que colocarei brevemente aqui ao lado e decidi também que, a partir de hoje, todos os meus post's terão uma soundtrack dedicada ao tema do post... A de hoje, será a "So What" do Miles Davis.

Pois é... estou doente mas não estou morta para o mundo.

Post's Soundtrack:

terça-feira, 16 de março de 2010

Não é justo!!!

Após o passeio de Domingo pela Marginal em direcção ao Guincho, nada como 2 dias de cama com uma valente constipação e 39º de febre (eu juro que não entendo este meu metabolismo de flor de estufa!!!).

Porreiro!
Passar as mini-férias deitada na cama doente, não fazia parte dos meus planos... isso e a sensação de estar a ficar quadrada por estar tanto tempo deitada...

Entretanto, não sei se foi a febre em plena acção, deu-me para chorar compulsivamente após ver o filme "New York, I Love You"... O choro não foi provocado pelas diferentes histórias contidas no filme (sinceramente, estava à espera de melhor)... chorei porque sinto saudades de New York... chorei porque não consigo deixar de pensar que devia estar lá... mas uma coisa é certa, EU SEI que voltarei a estar em NY, que voltarei a percorrer aquelas ruas... entretanto, resta-me recordá-la... e nada como esta música para descrever a minha paixão por esta maravilhosa cidade...
"...These streets will make you feel brand new,
Big lights will inspire you..."

Confesso que sou fã da Alicia Keys... adoro a sua voz... no entanto, não consigo compreender determinados penteados, tipo este, e a maneira como ela toca piano... mas, para mim, ela até podia mascarar-se de pinguim, quando se trata de artistas/cantores dou importância ao talento/voz/dom e não à sua aparência...

domingo, 14 de março de 2010

Uiii, agora é que vou ser odiada...

... tirei uma semaninha de férias e o Sol decidiu finalmente aparecer... yupiiiii!!!
Em completa sintonia com a Mãe Natureza!!!

Yepi, I'm feeling the calm... por isso vou tentar aproveitar ao máximo esta semana, que vai passar a voar, para relaxar pois o mês de Abril não vai ser pêra doce...
Mas como não adianta nada sofrer por antecipação, decidi mesmo fazer off no que toca a assuntos relacionados com o trabalho...

E, vou só ali fazer uma visitinha à minha adorada praia... nada como o som do Mar e um belo Sol para carregar as energias... mergulhar?! Com este frio, I don't think so... mas sinto-me tentada a molhar os pézinhos...

segunda-feira, 8 de março de 2010

Estou triste/furiosa, por outras palavras, com uma birra daquelas!

... não consegui ver os Óscares!!!

ADORMECI!!!
Oh pá...
Como é que é possível?!

Resta-me esperar que alguém tenha gravado...





P.S. Aparentemente, hoje é Dia da Mulher...
Para quem liga a esse tipo de coisas "Feliz Dia!"
Pessoalmente, prefiro desejar um "Feliz Dia!" nos restantes 364 dias... Não ligo a épocas festivas... aliás o que eu dava para ter nascido a 29 de Fevereiro. Porquê? Menos aniversários para celebrar...

domingo, 7 de março de 2010

Alice in Wonderland by Tim Burton


Após um belo "Monumental Burger", nada como um bom filme... e "Alice in Wonderland" foi... ESPECTACULAR! Mas também sou suspeita, pois acho estes senhores simplesmente geniais!
Para não falar da caracterização e guarda-roupa... Colleen Atwood no seu melhor...
Os óculos 3D é que podiam ser um bocadinho mais leves... e espero que não se torne moda... de vez em quando, tudo bem mas fazerem disso regra... no final do filme, não sei se usar lentes de contacto influencia, doíam-me os olhos... para não falar que o filme, em termos de cor, perde um pouco a sua magia.

Programa para hoje à noite?
ÓSCARES!!!

sábado, 6 de março de 2010

Apenas porque este blogue é meu e apeteceu-me falar sobre o assunto…

Apesar deste ser apenas o meu vigésimo segundo post, isso não implica que não “conheça” o mundo dos blogues há mais tempo… mais concretamente desde 2005...
Aliás, já tive outro blogue cuja criação remota ao ano de 2007. O que é feito desse blogue? Ora isso já são outros quinhentos…

No outro dia, enquanto navegava pela blogosfera deparei-me com um assunto que não consegui ficar indiferente, mas uma coisa de cada vez…
Pois bem, para que ninguém fique a apanhar do ar, decidi colocar o significado da palavra “Blogue” (inglês blog, de web log, diário da web) s. m. - Página de internet com características de diário, actualizada regularmente.” Fonte.

Ora aqui está uma coisa que, com alguma frequência, as pessoas tendem a esquecer: é uma espécie de diário.
Para mim esta designação não pode ser mais clara. As possibilidades dos temas abordados num blogue são infinitas, podemos falar de política, de religião, de moda, de culinária, de educação, de cinema, de viagens, de sexo… enfim, podemos e devemos falar sobre o que nos vem à mente… Contudo, outra coisa que também não deve ser esquecida é que como indivíduos que somos, apesar de, por ventura, partilharmos alguns interesses, somos todos diferentes, ou seja, o que para mim pode ser original, para outra pessoa pode ser banal ou o que para mim pode ser um tema interessante para outra pessoa esse mesmo tema pode ser encarado como fútil, mas isso não invalida que essa mesma pessoa não possa partilhar pontos de vista similares aos meus relativamente a outros assuntos. Assim sendo, para explicarmos o nosso ponto de vista, não precisamos de ofender gratuitamente a pessoa que tem uma opinião contrária à nossa… passa tudo por uma questão de respeito e educação (conceitos esses que parecem estar em vias de extinção).
Um blogue, na minha opinião, deverá ser encarado como um hobbie, um sítio no qual se pretende conviver, trocar impressões com outras pessoas (conhecidas e/ou desconhecidas) e não um espaço virtual em que serve de plataforma para ofensas e na qual a realidade é distorcida por pura malvadez de certas pessoas… Quem já não teve um comentário infeliz de um anónimo? Infelizmente, é algo que haverá sempre por estas bandas, o segredo está em saber ignorá-los…

Outra coisa que também já constatei foi que, agora, não se pode falar de determinado assunto ou usar determinada expressão que uma pessoa é logo acusada de plágio… oh meus amigos, quem é que não gosta de falar do último filme que foi ver ao cinema? Quantos pessoas estavam no cinema? Pois… Não vamos ser extremistas, uma coisa são assuntos e expressões, outra são textos que se notam que foram claramente copiados existindo apenas algumas trocas semânticas. Quem não se lembra do “Estou que nem posso” ou “Há coisas fantásticas, não há?” ou “Ah e tal…” ou, ainda, “Se podia viver sem X? Claro que podia, mas não seria a mesma coisa”… só é preciso um pouco de bom senso…

Quem conhece minimamente a blogosfera já ouviu falar da “Pipoca Mais Doce”.
Porquê que estou a falar neste blogue? Já explico. Calma. Posso dizer que leio este blogue há anos e, como leitora habitual sinto que algo mudou na “Pipoca” (a.k.a. Ana Garcia Martins). É um processo natural, todos nós sofremos mudanças com o tempo… Algumas mudanças são positivas, outras custa um pouco a adaptarmo-nos…
Às vezes, acho piada ao que ela escreve, outras vezes nem por isso. Não costumo deixar comentários, porque penso que não adiantariam de muito, a não ser chatear-me desnecessariamente com os mais-que-muitos advogados de defesa que a Ana tem cada vez que alguém discorda com ela… chega mesmo a ser impressionante a maneira como reagem, quando a própria Ana, a quem foi dirigido o comentário muitas vezes (ou a maioria das vezes) nem sequer se prenuncia.
Uma coisa que aprecio nela é a sua frontalidade, mas depois dos últimos post’s digamos que essa sua característica foi claramente substituída pela arrogância e isso é algo que dispenso por completo. Aliás é preciso ter cuidado, pois não tarda muito ainda a confundem com a Anastacia.

Já não costumo visitar regularmente o blogue, não por causa dos post’s acerca do casamento, nada disso (alguns até acho bastante úteis como o dos convites e se a rapariga está noiva é normal que o tema seja abordado), simplesmente porque boa parte dos textos já não me cativam… algo se perdeu pelo caminho… para não falar dos episódios desta semana que foram, uma verdadeira telenovela venezuelana e, numa só palavra, vergonhosos… e totalmente dispensáveis! Mas o blogue é dela, por isso ela é que sabe.

Após 6 anos, a Ana já deveria saber ”o que casa gasta”… Se se tornou numa espécie de figura pública, já deveria saber que ocasiões menos felizes irão sempre acontecer e que será alvo de ataques de pessoas consumidas pela inveja (não tivesse ela sido nomeada e premiada com o título da Mulher mais invejada de Portugal). Se ela alega ser isto que, pelo menos, de futuro poupe os seus leitores de escandaleiras do género (aliás fico surpreendida como é que ela não consegue ser superior a este tipo de ninharia) e dos constantes post’s sobre a censura dos comentários infelizes, quando na realidade nem sempre o pratica como foi claramente visível no post direccionado, mesmo que indirectamente, à Kitty Fane... e aqui torna-se visível a mudança, pois a Ana/Pipoca de outrora usaria a frontalidade à qual ela nos habituou e jamais optaria por usar “indirectas”… E, de repente, parecia que tínhamos voltado à secundária… enfim, não vou voltar a falar no assunto, mas uma coisa é certa, bem que a minha Avó costumava dizer “Chateiam-se as comadres, descobrem-se as verdades!”…

sexta-feira, 5 de março de 2010

E porque foram uns queridos...

O trabalho é mesmooo mais que muito (e ainda bem!) e como, nestes últimos dias, estou com aquele aspecto que "estou-mais-para-lá-do-que-para-cá" e o humor habitual tem estado fraquinho, os meus colegas decidiram dar uma corzinha ao meu cantinho laboral com estas duas pérolas...

Eu sei que não compraram as ditas cujas de propósito e muito certamente estavam a dar as mesmas numa estação do metro ou paragem de autocarro, mas a intenção esteve bem lá e conseguiram mesmo animar o meu dia e, por momentos, parei para "smell the...que vergonha nem sei o nome destas flores...hum...flowers"!

...e quase que me esqueci desta maldita chuva...
...quase...